A idealização, roterização, direção e produção de documentários para cinema, televisão e exposições tem marcado nosso percurso. Sejam médias ou longas metragens, o que eles têm em comum é a busca de linguagens que permitam tratar, de maneira simples, mas sem simplificações, com consistência, mas sem austeridade, com profundidade, mas com despojamento, de temas inquietantes desse país mutante que é o Brasil.