“Darcy Ribeiro, um brasileiro sem complexo de inferioridade”

de Isa Grinspum Ferraz

Publicado no livro Humanistas e cientistas do Brasil – Ciências Humanas, de Luiz Edmundo de Magalhães (org.). EDUSP e Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2015.

 

“Darcy Ribeiro”

de Isa Grinspum Ferraz e Agnaldo dos Santos

Publicado no livro Intérpretes do Brasil: clássicos, rebeldes e renegados, de Luiz Bernardo Pericás e Lincoln Ferreira Secco (org.). Editora Boitempo, 2014.

 

“Marighella”

de Isa Grinspum Ferraz

Publicado no livro 1964-2014: Golpe Militar e Direitos Humanos, de Maria Ribeiro do Valle (org.). Editora Cultura Acadêmica, 2014.

 

Darcy Ribeiro, Utopia Brasil

Isa Grinspum Ferraz (org.). Editora Hedra, 2008.

 

Ilha Deserta: filmes

Editora Publifolha, 2003.

Museu de Arte de São Paulo

Edição de Isa Grinspum Ferraz com coordenação editorial de Marcelo Carvalho Ferraz. Editora Blau e Instituto Lina Bo e P. M. Bardi, 1997.

 

Lina Bo Bardi

Seleção e edição de textos de Isa Grinspum Ferraz para livro concebido por André Vainer, Marcelo Carvalho Ferraz, Marcelo Suzuki e Victor Nosek, com coordenação editorial de Marcelo Carvalho Ferraz. Instituto Lina Bo e P. M. Bardi, 1993.

 

História do Masp

de Pietro Maria Bardi

Concepção editorial e edição de imagens de Isa Grinspum Ferraz e Victor Nosek. Instituto Quadrante, 1992.

Tempos de Grossura: o Design no Impasse

de Lina Bo Bardi

Livro organizado por Isa Grinspum Ferraz em 1980. Posteriormente publicado com coordenação editorial de Marcelo Suzuki. Instituto Lina Bo e P. M. Bardi, 1994.

Ao longo de minha carreira, fui convidada algumas vezes para criar textos para revistas e publicações ou para editar livros. Inicialmente, por haver trabalhado com Lina Bo Bardi na organização de seu livro Tempos de Grossura e de seus arquivos, fui chamada pelo Instituto Lina Bo e P. M. Bardi a editar textos e imagens de livros sobre a arquiteta e sua obra. Posterior-mente fui convidada a produzir textos sobre Darcy Ribeiro, com quem trabalhei por muitos anos, e sobre Carlos Marighella. Também a Publifolha me convidou para participar de uma publicação na qual diferentes cineastas escolhiam seus dez filmes preferidos. Experiências esporádicas e ricas.