A Texto e Imagem, empresa fundada em 1982, dedica-se à criação

de roteiros e documentários, à criação e direção de projetos de televisão e editoriais, e à concepção e curadoria de exposições e espaços museológicos.

Nascida em Pernambuco e formada em Ciências Sociais na Universidade de São Paulo, Isa Grinspum Ferraz é roteirista, documentarista e curadora de exposições e museus multimídia.

 

Na área da museografia, coordenou a criação de conteúdos e roteiros do Museu da Língua Portuguesa em São Paulo e recentemente o projeto curatorial de renovação do Museu da Língua Portuguesa - Fundação Roberto Marinho. Também foi curadora do projeto de renovação e integração dos museus do Instituto Butantan, em São Paulo e do Museu de Saúde Pública Emílio Ribas, também em São Paulo, além de atuar na criação de conteúdos e concepção museográfica. Foi curadora do Cais do Sertão, em Recife, da Estação Natureza, da USP, das exposições As utopias de Darcy Ribeiro, em Brasília, e Marighella, em São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador, entre outros. Atualmente, dirige a criação do Museu das Missões e do Museu do Pampa, no Rio Grande do Sul.

 

Na área audiovisual, dirigiu a premiada série O Povo Brasileiro, exibida no GNT e na TV Cultura, e as séries Intérpretes do Brasil e O valor do amanhã, essa última para o programa Fantástico, da Rede Globo. Dirigiu também a série de documentários A Cidade no Brasil para o SescTv, além da série, Galáxias – pensar o Brasil hoje, para o IEB e SescTv. Escreveu dezenas de roteiros, entre eles o premiado Religiões africanas no Brasil, com Pierre Verger. Coordenou os Projetos Especiais da Nova TVE, na Fundação Roquette Pinto. Realizou, entre outros, os médias-metragens O milagre do pão, A cidade não para, Lina Bo Bardi e Darcy Ribeiro: um vulcão de ideias, exibidos na TV Cultura. Em 2011, realizou o premiado longa-metragem Marighella.

 

Na área de projetos educacionais por multimeios, coordenou e dirigiu a criação de Genesis, com Sebastião Salgado, para a Unesco, do projeto Missão Ambiente – Responsabilidade Socioambiental dos Brasileiros, para a Fundação Cultural do Exército Brasileiro, e do projeto Professor da Pré-Escola, da Fundação Roberto Marinho. Com Darcy Ribeiro, desenvolveu o projeto da Escola Normal Superior de Educação a Distância, para o Ministério da Educação, entre outros.

 

Na área editorial, fez a concepção editorial e a edição de imagens do livro História do Masp, de Pietro Bardi, e Museu de Arte de São Paulo, de Lina Bo Bardi e Aldo Van Eyck. Fez a seleção e edição de textos do premiado livro Lina Bo BardiÉ autora de Darcy Ribeiro: Utopia Brasil, pela Editora Hedra. 

 

Por três anos, foi colaboradora de Lina Bo Bardi e, por mais de 10 anos, de Darcy Ribeiro. Foi diretora cultural por 7 anos da Fundação Darcy Ribeiro, onde atua como conselheira.