A criação de um Museu da Língua Portuguesa na Estação da Luz, centenária estação de trens localizada no centro de São Paulo, foi uma ousadia. Como fazer da língua -o mais perfeito (e mutante) retrato de um povo- um tema de museu? Com que acervo? Como ultrapassar os preconceitos e barreiras de classe e formação, e falar para todos os brasileiros sobre as belezas da nossa prosa, verso e canção?

No Museu da Língua Portuguesa, a língua é a matéria-prima. É vista como fenômeno ao mesmo tempo histórico, social e cultural: como som, como sentido, como prática, como signo cultural distintivo, como argamassa social, como entidade sempre em movimento. No Museu da Língua, a língua portuguesa do Brasil se revela em sua grande diversidade.

O museu, espaço democrático, permite ao visitante descobrir como essa língua viva e em movimento é uma criação coletiva que tem uma longa e bela história, fruto dos encontros e desencontros entre diferentes povos e culturas. E que ela tem produzido obras de grande variedade, força e beleza, sejam eruditas ou populares, nos mais variados cantos do país.

Em 10 anos de existência, o museu foi visitado por 4 milhões de pessoas. Mudou os paradigmas sobre o que é um museu, aqui e também no exterior.

Equipe

Concepção e direção geral: Hugo Barreto

Argumento: Roberto Pinho, Antonio Riserio

Coordenação de conteúdos e roteiros: Isa Grinspum Ferraz

Conteúdo: Alberto da Costa e Silva, Alfredo Bosi, Ana Suelly Arruda Câmara Cabral,Antonio Risério, Arthur Nestrovski, Aryon Dall'Igna Rodrigues, Ataliba Teixeira de Castilho, Carlos Alberto Ricardo, Cláudio Torres, Leda Maria Alves, Ivo Castro, Jorge Couto, José Miguel Wisnik, Leandro Karnal, Manuela Carneiro da Cunha, Marilza Oliveira, Mário Eduardo Viaro, Mirta Groppi, Oswaldo Truzzi, Yeda Pessoa de Castro

Direção artística e concepção tecnológica: Marcello Dantas

Projeto expográfico executivo: Vasco Caldeira, Flavia D'Amico

Direção de arte e projeto gráfico: Rico Lins, Renata Reis

Pesquisa audiovisual: Helena Tassara (coordenação), Eloá Chouzal, Jorge Grinspum, Solange Santos, Leila Queiroz, Maria Alice Generoso, Mônica Cleophas, Mônica Médici, Ana Lucia Pinho, Andréa Wanderley, Eduardo Magalhães

Pesquisa iconográfica: Vladimir Sacchetta (coordenação), Érika Teixeira, Mônica Médici

Tecnologia: Peter Lindquist, Gilberto Nicola Bernardo

Arquitetura: Paulo Mendes da Rocha, Pedro Mendes da Rocha

Expografia: Ralph Appelbaum, Andrés Clerici, James Cathcart

Museologia: Marcelo Mattos Araújo, Cristina Bruno

Produção executiva: Arte 3

Instalações

Árvore de palavras

escultura: Rafic Farah

Trilha sonora: Arnaldo Antunes, Antônio Risério

 

Auditório

Argumento: Antônio Risério

Roteiro: Isa Grinspum Ferraz

Direção: Tadeu Jungle, Marcelo Presotto

 

Praça da Língua

Curadoria e roteiro: Arthur Nestrovski, José Miguel Wisnik

Direção artística: Marcello Dantas

Design gráfico: Eduardo Menezes, Guilherme Grabalos Stecht

Animações 3D: André Wissenbach

Produção musical e áudio: Cacá Machado

 

Grande Galeria

Roteiros: Isa Grinspum Ferraz, Marcelo Macca, Marcos Pompéia

 

Filme Cotidiano, Culinária, Danças, Futebol

Direção: Vítor lopes

 

Filme Carnavais, Festas, Músicas, Natureza e cultura, Relações humanas

Direção: Carlos Nader

 

Filme Religiões, Raiz lusa

Direção: Marcello Dantas

 

Vinhetas

Direção: Ricardo Van Steen

 

Linha do Tempo

Roteiro: Ana Ligabue, Marcos Pompéia

Vídeos e interfaces multimídia: Carlos Ebert, Daniela Ferrari

Ilustrações: Sírio Cançado

 

Palavras Cruzadas

Roteiro: Marcelo Macca

Curadoria de objetos: Flávia Galli Tatsch, Leandro Karnal

Design de interface: 10 minutos

Ilustrações: Sírio Cançado

 

Beco das Palavras

Curadoria: Marcelo Tas

Animações e direção de arte: Liana Brazil

Roteiro: Bráulio Mantovani, Marcelo Tas

Desenvolvimento tecnológico: Russ Rive

 

Coordenação geral: Silvia Finguerut, Jarbas Mantovanini, Lucia Basto

Fundação Roberto Marinho

Governo do Estado de São Paulo

Ministério da Cultura

Museu da Língua Portuguesa (2006)